Trabalho no Exterior


Artigo Publicado em: Emprego


Com a falta de oportunidades no país e com a grande demanda de profissionais, algumas pessoas acabam procurando por chances de trabalho no exterior. O problema do desemprego no país é geral e a tendência natural, na falta de empregos, é procurar em outros países.

Existem diversas modalidades e formas empregatícias quais variam do setor e do interesse. Por isso, antes de tudo é importante focar e saber do que realmente você precisa. No caso de ganhar dinheiro em pouco tempo, ou de permanecer por mais de 6 meses em outros lugar é preciso se informar.

Por exemplo, os empregos temporários possibilitarão que você trabalhe no exterior por um determinado período de tempo. Normalmente há um pagamento adiantado antes da viagem, e esse valor pode ser recuperado ao longo do trabalho. Essa opção é frequentemente escolhida por jovens, pois estão em início de carreira.

As oportunidades para esse perfil de profissional são em parques de diversões, acampamentos, parques ambientais, hotéis em alta estação, restaurantes, estações de esqui, entre outros, dependendo do país e da região. O período dessas atividades vai de 3 a 4 meses, normalmente, em época de férias e de alta temporada.

Já para pessoas que não se importam em passar grandes temporadas fora de casa, empregos em cruzeiros é uma ótima opção. Vale ressaltar que em alguns casos o trabalho pode se tornar definitivo. Dentro de um navio existe uma ampla variedade de funções e cargos, por isso, é muito disputado. Os cargos variam de ajudantes de cozinha, garçons, salva-vidas a recreador e músicos. Profissionais graduados também têm oportunidades em navios como engenheiros, chefes de cozinha entre outros. Entretanto, os interessados devem ter no mínimo de 21 anos, inglês nível intermediário para cima e experiência no cargo pretendido.

O trabalho de baby sitter é temporário, contudo, tendem a ter uma duração maior do que os empregos temporários. É um cargo voltado ao público feminino. Suas responsabilidades serão cuidar das crianças na casa, além de ajudar a família. O grande diferencial para as interessadas é ser solteira e sem filhos. Ter carta de motorista, além de falar inglês de nível básico a intermediário, entre outras línguas é essencial. Alguma experiência em cuidar de crianças comprovada e nível médio completo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *