Técnico de Instrumentação no SENAI


Artigo Publicado em: Cursos


O Serviço Nacional da Indústria (SENAI) de São Paulo oferece o curso de Técnico de Instrumentação que visa proporcionar aos futuros profissionais na área habilidades para implantar e, principalmente, manter sistemas de instrumentação de acordo com todas as normas previamente definidas para a tarefa.

Além disso, o curso busca levar conhecimento aos egressos com relação ao controle dos processos que estarão sob sua responsabilidade, assim como a participar da elaboração e do desenvolvimento de novos processos de instrumentação na indústria em que estejam trabalhando.

O curso é oferecido em cinco escolas do SENAI, todas elas localizadas no interior do Estado de São Paulo (Campinas, Jacareí, Lençóis Paulista, Santos e Sertãozinho), sendo que cada escola possui dois tipos de cursos diferenciados pela carga horária total (1200 ou 1500 horas/aula) – a principal diferença na carga horária fica por conta de que os alunos das turmas que menor carga horária não possuem, em sua grade curricular, a disciplina de Comunicação Oral e Escrita, além de alguns tópicos dentro das disciplinas específicas.

Para apresentar as disciplinas do curso pegaremos como base o menor conteúdo programático – aquele das turmas menores – pelo fato de que se for escolher as turmas com a carga horária maior saberá que somente irá somar conhecimentos ao que apresentaremos abaixo:

Neste caso, como não existe a disciplina de Língua Portuguesa os egressos partem direto para as disciplinas específicas, como, por exemplo, Desenho de Sistemas de Instrumentação (Cotagem, Simbologia Específica, Elementos de Geometria, Textos, etc), Fundamentos de Eletroeletrônica (Energia Elétrica, Instrumentos de Teste e Medição, Comandos Eletropneumáticos, Software de Simulação de Comandos Eletropneumáticos, entre outros) e Fundamentos de Instrumentação (Processos Industriais, Pressão, Nível, Vazão, Temperatura, EPIs, entre outros).

Porém, não são apenas estas disciplinas de fundamentos que os alunos veem, pois ao final das mesmas eles partem para os conteúdos avançados, como, por exemplo:

• Confiabilidade Metrológica
• Sistemas de Controle
• Instalação de Sistemas de Instrumentação
• Sistemas Digitais
• Manutenção de Sistemas de Instrumentação
• Projetos de Sistemas de Instrumentação

Ressaltamos que nesta última disciplina, Projetos de Sistemas de Instrumentação, o aluno deverá elaborar um projeto, planejá-lo e desenvolvê-lo para no final apresentar um trabalho para a obtenção do título.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *