Emprego na Espanha


Artigo Publicado em: Emprego


Por muitos anos, a Espanha foi um dos principais destinos escolhidos pelos brasileiros que queriam trabalhar no exterior. O clima não é muito rigoroso, eles são em sua maioria católicos e a língua não é tão distante da nossa. Além disso, perto de outros povos europeus, os espanhóis costumam ser mais receptivos e alegres, fazendo com que o seu jeito de ser não seja tão distante dos brasileiros.

Além desses fatores, por muitos anos a economia espanhola foi bastante próspera e com muitas vagas de emprego, tanto que vinham estrangeiros de diversos países do mundo em busca de trabalho. Mas recentemente essa situação mudou, com a crise que atinge vários países da Europa, e também que chegou até a Espanha. Grande parte dos espanhóis, mesmo que qualificados, estão desempregados, e os estrangeiros estão indo embora, já que muitos perderam os seus empregos. O Rei Juan Carlos se reuniu com presidentes de grandes empresas espanholas para pedir uma atenção especial para a criação de mais vagas de emprego, pois no momento cerca de 22,85% da população economicamente ativa não está inserida no mercado de trabalho. Nas pessoas com menos de 25 anos, o desemprego chega a 48,6%.

A situação é bastante séria e o agravamento da crise tem preocupado tanto as pessoas quanto os governantes. E as previsões não são nada animadoras, já que é calculado que o desemprego continue crescendo, apesar de todos os esforços para contê-lo. No final do ano de 2011, a economia espanhola perdeu 0,3% do PIB (Produto Interno Bruto) e a previsão é que no primeiro semestre de 2012 essa situação continue, podendo a chegar em até 1,7% de queda do PIB. Mesmo com as reformas e providências tomadas desde o início da crise, os números aguardados para 2012 ainda são sombrios, mas é importante sempre ter a esperança de quem em breve a crise será superada.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *