Cursos de intercâmbio na Austrália


Artigo Publicado em: Cursos


Quem nunca pensou em sair do país para passear ou até mesmo morar em definitivo? E se for de maneira provisória, aprimorando os estudos, aumentando a qualificação e unindo o útil ao agradável? É inevitável dizer que, com tempo e algum dinheiro, é o sonho e ao mesmo tempo a necessidade de muitos brasileiros no momento.

Entre os locais normalmente desejados, as opções principais costumam girar em torno de países como Estados Unidos, França e Itália, mas alternativas ainda mais completas, com maiores oportunidades e diferentes culturas também aparecem de maneira constante, sendo procuradas, por vezes, pelo público brasileiro.

Este é o caso da Austrália. Na porção sul do planeta e pertencendo ao continente da Oceania, a antiga colônia britânica se modernizou com um amplo processo de industrialização em décadas passadas e hoje conta com estrutura invejável, excelentes índices de desenvolvimento e cidades conhecidas do porte de Sydney, Melbourne, Perth e Brisbane, além da capital Camberra.

Por isso, realizar intercâmbio no país é sinônimo de sucesso, principalmente para quem busca se aprimorar nos estudos, seja através do desenvolvimento da escrita e verbal da língua inglesa, do conhecimento da cultura aborígene, do estudo da principal potência econômica do continente e, claro, ganhando um ponto a mais para colocar no curriculum profissional no futuro.

Já para quem planeja estudar questões relacionadas à biologia, a Austrália é um paraíso. No âmbito terrestre, a ocorrência única de marsupiais em todo o planeta – principalmente representado pelos cangurus no gosto popular – é algo exclusivo da região, que também possui, dentro da Austrália, outros animais únicos como o Casuar australiano, fisicamente semelhante ao avestruz.

Banhada pelo Oceano Índico e fronteiriça pelas águas com países como Indonésia, Papua Nova-Guiné e o lusófono Timor Leste, a nação ainda tem, para os apreciadores do meio aquático, uma variedade impressionante de elementos da biologia marinha, sendo alguns, mais uma vez, exclusivamente encontrados por lá.

Além disso, dentro do aspecto histórico, destacam-se feitos como a viagem do conquistador James Cook pela região e as antigas prisões usadas pelo império britânico no país – inclusive a ilha de Tasmânia, que representada por Port Arthur, teve a maior prisão do colonizador em tempos de dependência política.

Para poder realizar o sonho de conhecer a Austrália e experimentar os inúmeros benefícios citados, o interessado precisa ter o passaporte em dia para poder viajar. Como o inglês é o idioma oficial do país, é de obrigatoriedade ter fluência na linguagem. Para menores de idade, além das questões relacionadas, também é obrigatória a autorização dos pais ou responsáveis.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *