curso de auxiliar de enfermagem


Artigo Publicado em: Vagas Abertas


Durante muitos anos existia um cargo dentro da saúde que geralmente era procurado pelas pessoas que estavam querendo ingressar nesta área, mas que ainda não tinham dinheiro ou vontade de cursar uma faculdade de medicina, que era o de auxiliar de enfermagem. Para trabalhar na área os interessados precisavam fazer um curso especifico para isso. Os cursos eram bem mais baratos do que uma faculdade, poderia ser cursado por qualquer pessoa que tivesse terminado o ensino médio e ainda por cima não precisava passar por vestibular ou seleção, a não ser para os cursos de graça.

Hoje em dia todos os cursos de auxiliar de enfermagem foram substituídos pelo curso Técnico de Enfermagem. Muitas escolas acabaram mantendo as mesmas disciplinas do que o curso de auxiliar, com a vantagem de ser um diploma técnico. Aos pontos diversos profissionais no Brasil que ainda tinham formação como auxiliar de enfermagem está fazendo cursos de reciclagem para conseguir o diploma de técnico em enfermagem.

Quem pode fazer o curso de auxiliar de enfermagem
Qualquer pessoa que termina o ensino médio poderá fazer um curso de técnico de enfermagem, que substitui o curso de técnico de enfermagem. Os cursos geralmente tem durações que variam entre um ano e um ano e meio. Além dos cursos que são feitos teóricos, é necessário também que a pessoa passe por uma fase prática, que geralmente acaba sendo feito em hospitais parceiros da entidade.

Os cursos geralmente são pagos, mas alguma entidade, como o SENAC, oferece algumas turmas que são formadas apenas por estudantes que não pagam para estudar. Mas é necessário, neste caso, passar por um processo seletivo, já que existem muito mais candidatos do que vaga. O processo acaba variando de estado para estado e também de acordo com a entidade, já que em alguns casos é necessário fazer uma prova vestibular, ou ainda apenas análise de documentação que comprove o fato da pessoa não conseguir pagar pelo curso.
Ao final dos cursos, para conseguir atuar na área, os formados ainda precisam tirar uma carteirinha do COREN, que é a entidade que regula as atividades de profissionais a enfermagem no Brasil.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *